Arquivo do mês: julho 2011

Vêm não em vão

“Roda mais! Mais! Roda mais!” “A gente é que nem os boi: roda, roda e não sai do lugar”. Eu quero sair do lugar. Essa semana revi Abril Despedaçado. O moinho rodeado por bois que repetem um movimento automático, o … Continuar lendo

Publicado em na cabeça, na saga | Marcado com , , , , , , , , | 3 Comentários

Egoísmo ou auto amor?

Pra ler ouvindo… “Ein li koach”. Essa foi minha frase na última semana. Não tenho energia. A mudança das quase cem casas chegou na reta final e estávamos reformando e pintando casas 10 horas por dia, dormindo 5 horas durante … Continuar lendo

Publicado em na alma, na cabeça, no coração, no corpo | 7 Comentários

Limpando os pés

Tenho sonhado muito. Ou melhor, sonhar todos sonhamos. Tenho me lembrado com nitidez dos meus sonhos. Os da noite passada e os dos anos passados. Sentada na mesa do restaurante, contando tâmaras de 7 em 7 e embalando-as num saquinho … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

Longe, cada vez mais perto

Hoje, às 00:23, me abaixei pra olhar meu rosto no pequeno espelho apoiado na pia do banheiro de uma outra voluntária do kibbutz, depois de um banho quente pra selar as 12 horas de trabalho do dia. Amarrada numa toalha … Continuar lendo

Publicado em na cabeça, no coração | Marcado com , , | 3 Comentários

Sobre crianças, comércio, dinheiro e futuro.

Meu último post causou alguns mal-estares entre família e amigos… Acho que fui muito dura em minhas palavras, apesar de não ter percebido enquanto escrevia. Não foi minha intenção. Esse kibbutz é um universo paralelo, então fica difícil descrever o … Continuar lendo

Publicado em na cabeça | Marcado com , , , | 3 Comentários