Atrás do arco-íris

Estou a 5 páginas de acabar meu livro de mil, 6 horas de acabar minha desintoxicação de 5 dias e  19 dias de acabar minha viagem de 9 meses e meio. É tempo de contagem regressiva. Tempo de saber o desfecho dessa história e ler algo novo, de me sentir 100% limpa pra comer comida de verdade e de finalizar uma jornada linda pra iniciar uma outra tão bonita quanto – ou melhor do que isso.

É tempo de olhar pra trás e perceber a saga, limpeza e aprendizado dos últimos tempos, mas também de olhar pra frente e perceber que muitas linhas ainda serão escritas nessa história. Mas como honrar esse fim de curso sem me deixar cai nas armadilhas do passado e futuro? Lembra quando o ano escolar acabava e você voltava pra casa com o uniforme todo assinado pelos amigos, colegas, populares e nerds? É assim que me sinto. Olhando pra essa jornada e relembrando de cada uma das pessoas e momentos que escreveram meu caminho.

É como se eles tivessem brincado comigo daquele passatempo de revistinha “liga os pontos”, onde os pontos sem ligação são, na minha jornada, tudo aquilo que antes parecia sem sentido: episódios e escolhas avulsas na minha vida pré-sabático. Fui, com a ajuda de cada um desses momentos e pessoas, desenhando um lindo arco-íris que atravessei já enquanto se formava. Como se ele só se desenvolvesse quando eu acreditava que isso seria possível e, fé ante fé,  eu o atravessei numa simbiose mágica. Como todo arco-íris, esse só existe com chuva e sol, com lágrimas e sorrisos, transformando choro em gargalhada e gargalhada em choro.

Um desses lindos personagens que me ajudaram no meu (re)conhecimento me deu de presente um garfo e uma colher numa despedida. Percebendo o ponto de interrogação carimbado na minha testa, me disse, enquanto encaixava os dois talheres um no outro: “Que os momentos ordinários tornem-se especiais e os especiais tornem-se ordinários.”

Depois de muitos momentos especialmente ordinários e ordinariamente especiais, estou pronta pra ir pra casa. Sai do Brasil sabendo que voltaria assim que minhas perguntas fossem estabelecidas e as respostas apresentadas. Tinha um prazo de 12 meses. Felizmente, tudo se encaixou antes disso.

E agora, nessas quase 3 semanas que tenho pela frente? Bom, é tempo de aproveitar esses souvenirs de viagem que a vida tem me dado de presente. Meu e-mail cara-de-pau pra uma jornalista cujo trabalho adoro se transformou em entrevista pra rádio, pra uma visita dela aqui na minha casinha chuvosa balinesa e, a definir, projetos em conjunto. Ela está por aqui, cheia de energia pra trocar nessa relação que parece ser de outros carnavais. Que coincidência a vinda dela ter sido marcada bem pras minhas últimas semanas aqui, quando estou borbulhando de idéias jornalísticas? Que coincidência ela ter férias no mesmo período e compartilharmos da mesma visão de mundo.  Que coincidência nenhuma de nós duas acreditarmos em coincidências…

Agora quem está sendo desenhado é o tal pote de ouro, reluzindo com muita luz e abundância física, emocional e espiritual para obter o quanto necessite e deseje. A cada moeda que eu acredito existir, o pote fica mais e mais real. Não, nada é por acaso e, quanto mais acredito nisso, mais provas eu tenho de que tenho muitos mais pontos a serem interligados. Rumo ao pote de ouro.

 

Esse post foi publicado em na cabeça, no coração e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Atrás do arco-íris

  1. … Carol, nao tenho nem ideia quais sao os seus planos jornalísticos para o futuro, mas imagino que sera algo muito, muito rico.
    Eu sou uma ouvinte fiel do programa “caminhos alternativos” da CBN e claro, uma admiradora de todas as apresentadoras (Fabiola, Petria e Mage) e quando ouvi que a Petria estava de ferias em Bali imaginei que ela estaria indo te visitar mesmo, e acertei. Fico feliz em saber que voces estao conversando sobre projetos em comum, porque isso resultara em algo sustentavel, integro, belo, gostoso de se ouvir, assistir ou ter em maos (seja la o que for), sera um SUCESSO e eu serei uma daquelas que ira curtir demais. BOA SORTE e um beijo para voces duas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s