Saudade de menos

Saudade de menos.

Menos pensamento, menos roupa, menos gente, menos estímulo, menos posse, menos apego. Saudade de decidir com menos. Saudade de sentar na beira da estrada esperando o primeiro ônibus passar pra me levar pra Sabe-se-lá-onde. Saudade de botar todo o pouco que tenho nas costas e ir caminhando e cantando. Saudade do deslocamento ágil, impreciso e absolutamente certeiro. Saudade de decidir agora meu rumo pra daqui a 5 minutos. Rumo que pode mudar o curso da vida. Que vai mudar o curso da vida.

Parece que quanto mais a gente tem, mais difícil fica caminhar. Mais difícil é perceber o que se sente, porque o material se coloca na frente do imaterial e acaba escondendo muito das preciosidades da vida. Saudade de mim mais leve, ponderando menos, muito menos.

Menos.

Saudade do menos. Saudade? É essa a palavra? Saudade é de algo que não se pode ter mais. E eu posso ter tudo isso. Posso ser tudo isso. Basta ter menos. Pra ser mais. De novo.

Esse post foi publicado em na cabeça, no coração. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Saudade de menos

  1. Luísa Parnes disse:

    🙂 Lindo, Carol. Lindo, lindo, lindo.

  2. andre disse:

    Muito bom Carol, quanto mais escrever, mais leve fica a mochila, mais longe vc. vai…
    um beijo!

  3. Adelia Bergier disse:

    Carol querida……adorei…..muito lindo……beijos…………Adelia

  4. Thiago Viana disse:

    Belíssimo texto. Mesmo. Fui até olhar a data para ver se tinha sido antes ou depois da aula de Simplicidade Voluntária. Foi antes. Mas podia ter sido durante… ou depois. Lindo mesmo. Parabéns.

  5. Bianca Arcadier disse:

    RESPIREI TÃO BEM AGORA!
    thank you, linda flor. love you

  6. Oi Carol, faz tempo que nao deixou uma mensagem por aqui. Ca estou novamente!
    Acabei de ler o seu texto e logo em seguida uma amiga me ligou e me falou de um outro texto que saiu em uma revista aqui no Canada – Common Ground – achei esse texto lindo, um pouco grande mas um parágrafo dele me fez pensar no seu texto, de uma lida:

    In Vedic Science, the age-old philosophy of India, this principle is known as the principle of economy of effort, or “do less and accomplish more.” Ultimately, you come to the state where you do nothing and accomplish everything. This means that there is just a faint idea and then the manifestation of the idea comes about effortlessly. What is commonly called a “miracle” is actually an expression of the “Law of Least Effort.”

    Um grande beijo pra ti, less effort, mais leveza, menos matéria e mais natureza! Adoro imensamente tudo o que voce escreve, parece tirar palavras de minha boca. Beijos no coração.

  7. Gabriel disse:

    Que engraçado os caminhos que a vida toma. Não falava a muito tempo com Sebastian Valle, que sempre foi muito amigo do meu irmão acabou sendo um amigo que encontrei nos caminho do zen que se mexe, companheiro de Shorin-Ryu, karatê-meditação. Lendo o blog dele cai aqui pelo link, pois reconheci o nome. Vários textos bacanas. E comentei esse texto porque ele me sensibilizou especialmente. Lembrei de uma viagem para Portugal, onde meu carro de aluguel foi arrombado e me levaram tudo sem exceção. Depois de um primeiro momento de perda, entendi finalmente que na verdade a aeromoça citava Fernando Pessoa: a verdadeira interpretação da frase “take with you all your personal belongings” é “sou eu, universo pensante de carne e osso querendo passar”. Lembrei também do Bob Dylan: When you ain’t got nothing, you got nothing to lose. lembrei do Ludwig Mies van der Rohe que trouxe o zen para arquitetura alemã; “weniger ist mehr”! Menos é mais e o copo vazio (aquele do mestre Nan-In) pode se encher de novo. Ou a abelha de Zaratustra de Nietzsche.

    Beijos,

    Gabriel

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s