Já atravessei esse mar. Hora de atravessar um novo.

É ano novo judaico. Hoje, ás 5:30 da manhã na pedra do Arpoador, numa linda cerimonia para receber o ano de 5773, lembrei que é necessário desapego para seguir em frente. Estou deixando resíduos me fazerem re-sentir questões e padrões que não fazem mais sentido para mim. Estou ressentindo. Me peguei fotografando o sol nascer enquanto pensava sobre se o que eu estava sentindo poderia ser assunto de post. Então percebi que poderia simplesmente estar observando a linda revoada de gaivotas e sendo em mim, sem necessidade de ter uma opinião sobre o que acontecia. Simplicidade voluntária. Então, honro o que passou, sou profundamente grata a cada um dos dias pelos quais esse blog existiu. E percebo que o ciclo desse canal se fechou, ao menos na linguagem que existe hoje. Agora preciso me resguardar e viver sem a obrigação de tanta auto-observação para encontrar, mais leve e em mim, uma nova linguagem, um novo mar. Porque esse mar já abriu. E eu atravessei feliz e de braços abertos. Que venha o novo! Shaná Tová. E até um próximo mar, continente, planeta, dimensão.

Esse post foi publicado em in english, na alma, na cabeça, na câmera, na mala, na saga, no coração, no corpo, no papel e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Já atravessei esse mar. Hora de atravessar um novo.

  1. aaaaaaaaaaahhhhhhh nao!
    brincadeirinha… vou ficar triste sem ler o seu blog, mas siga em frente na sua jornada! se quiser compartilhar outro canal, me avise, ok? será um imenso prazer!
    beijos com carinho,
    camille

  2. Shakti Leal disse:

    Bonito minha linda! isso a. Quando a gente percebe que est fazendo as coisas para mostrar para os outros. Mesmo que a inteno seja nobre e altrusta em algum momento acionamos aquele botozinho danado chamado “matrix” e perdemos o melhor da festa que acontece, o tempo todo, diante dos nossos olhos.

    Penso muito nisso sabe? Ultimamente ento, ui! Ento encontrei uma soluo, talvez temporria mas que tem me ajudado: o que trabalho, e digo isso porque tenho certeza que meu trabalho nesse corpo que me foi emprestado, tocar o corao das pessoas e lhe nutrir de esperanas, coragem e ajud-los a encontrar a fora divina internamente, o que para me nutrir: ficar sozinha olhando o cu parado e as nuvens brincando de “massinha”, observar a floresta e perceber a violncia e a luta presente na beleza dos troncos cados, do fungos, dos espinhos, dos tons de verde, das formas excntricas dos habitantes de l… enfim, tantas coisas para fotografar na tela mental e de l para os tomos ai ai… Fato que se no separar o que para compartilhar e o que presente s meu no paro de trabalhar um segundo e da para cair no furaco do mundo espetaculoso, moderno e lquido, custa nada e me custa caro.

    Beijo no teu corao de luz! Tambm sou da tua tribo rsrs.

  3. Marilia Puga disse:

    Carol, voc deve ter ido na celebrao que o rabino Nilton Bonder oferece na pedra do Arpoador. J fui a duas celebraes, amei e como sou uma tiete de carteirinha do rabino, li todos os livros dele e sempre que ele oferece encontros no Midrash vou beber desta Fonte ! Gostei muito do seu texto, estava precisando ouvir estas palavras e muitas pessoas prximas tambm precisam desta conscincia, vou repassar. Tenha muito boa sorte, seja muito feliz e sempre que puder gostaria de receber voc, assim como tem sido, atravs do blog. Marilia Puga

    ________________________________

  4. Sofia disse:

    Tenho pena se o blog ficar por aqui, porque quando te leio sinto-me compreendida e por isso, menos so! Mas compreendo o que dizes, o que sentes… também me acontece estar a viver uma experiência e pensar simultaneamente se conseguirei transpôr para o blog. O que acontece quando tento escrever sobre essa experiência, é que nao sai bem, nao escrevo bem, nao consigo ter impacto em ninguém, nem mesmo em mim! Enfim… também me questiono se valera a pena continuar; questiono-me sobretudo sobre para que é que o faço, porquê… Vou ter saudades tuas, mas vou continuar cuscando o teu facebook e “roubando” algumas das maravilhas que la colocas! Seja como for, foi bom conhecer-te e és a unica e a melhor amiga virtual que alguma vez tive! Gratidao por tudo o que aprendi contigo, que foi certamente bem mais do que aquilo que pensas ter ensinado!

  5. luis de paula disse:

    Olá bom dia, vou iniciar minha busca espiritual, e buscando informações achei seu blog, deixou de escrever faz um ano? gostei muito das suas publicações. att, Luís de Paula

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s